Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

castro legal group USCIS

advogado de imigração

advogado de imigração

advogado de imigração

advogado de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

como tirar green card

como tirar green card

como tirar green card

como tirar green card

Brasileira que se passava por advogada é acusada de fraude contra investidores imigrantes

pexels-ekaterina-bolovtsova-6077447_site crop

Um grande júri federal acusou uma mulher brasileira de se passar falsamente por advogada de imigração e roubar aproximadamente US$ 700.000 de clientes. Patricia De Oliveira Souza Lelis Bolin, 29 anos, residente de Arlington, se dizia capaz de ajudar clientes estrangeiros a obter vistos E-2 e EB-5 para os Estados Unidos.

O programa EB-5 oferece residência permanente legal e possível cidadania, caso um estrangeiro invista fundos substanciais, geralmente um mínimo de $1 milhão, em empreendimentos qualificados que gerem empregos nos Estados Unidos.

Em setembro de 2021, Patricia teria enviado um acordo de retenção legal a um estrangeiro para obtenção de vistos EB-5 para os pais da vítima. Foram feitos dois pagamentos iniciais totalizando mais de US$ 135.000 que acreditava-se estar sendo investido em um projeto de desenvolvimento imobiliário no Texas que se qualificava para o programa EB-5. Em vez disso, o dinheiro da vítima teria ido para a conta bancária pessoal de Patricia, que usou a quantia para pagar a entrada de sua casa em Arlington, reformas de banheiros e outras despesas pessoais, como dívidas de cartão de crédito.

Para encobrir o esquema e obter mais dinheiro, a falsa advogada apresentou à vítima um tribunal distrital dos EUA inexistente, alegando um número de processo falso. Ela também é acusada de ter falsificado formulários de imigração, forjado múltiplas assinaturas e criado recibos falsos do suposto projeto de investimento. 

A acusação alega, ainda, que Patricia convenceu amigos a se passarem por funcionários do fundo de investimento do Texas em ligações e videochamadas com uma vítima. Quando a vítima finalmente se recusou a enviar mais dinheiro, a acusada ameaçou os pais do estrangeiro com a deportação dos Estados Unidos e depois os encaminhou para uma agência de cobrança.

Lelis Bolin foi acusada formalmente de fraude eletrônica, transações monetárias ilegais e roubo de identidade. A pena máxima é de 20 anos de prisão se for condenada por envolvimento em fraude eletrônica, um máximo de 10 anos se for condenada por transações monetárias ilegais e um mínimo obrigatório de dois anos adicionais de prisão se for condenada por roubo de identidade agravado. 

Até a publicação do comunicado de imprensa no site do Departamento de Justiça, na última sexta (12), Patricia se encontrava foragida. 

Se alguém tiver informações sobre o paradeiro da falsa advogada, o recomendado é entrar em contato com o escritório de campo do FBI em Washington pelo telefone (202) 278-2000 ou com a linha de denúncias do FBI pelo telefone 1-800-CALL-FBI (1-800- 225-5324). As informações também podem ser enviadas on-line usando o formulário eletrônico de denúncias do FBI em https://tips.fbi.gov.

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos e oferecemos triagem inicial gratuita do seu caso.

–  Whatsapp: +1-954-204-0393

–  Youtube: USA4ALL by Renata Castro

–  Instagram: @usa4all.law