Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Advocacia Especializado em Imigração

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

Renata Castro

castro legal group USCIS

advogado de imigração

advogado de imigração

advogado de imigração

advogado de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

advogacia de imigração

como tirar green card

como tirar green card

como tirar green card

como tirar green card

Migrantes sem passaporte agora devem se submeter ao reconhecimento facial para embarcar em voos nos EUA

44275739610_1fb6244b5c_4k_site crop

Recentemente, o governo dos Estados Unidos introduziu uma nova exigência para migrantes sem passaporte que desejam embarcar em voos domésticos: a submissão ao reconhecimento facial. A mudança gerou confusão entre migrantes e grupos de defesa no sul do Texas durante esta semana.

Embora não tenha sido especificada a data exata da implementação, vários estrangeiros que pegaram voos saindo do sul do Texas relataram a grupos de defesa, na terça-feira (16), que foram surpreendidos ao pensar que estavam sendo rejeitados. Entre estes indivíduos, estavam aqueles que utilizaram o sistema de agendamento online do governo para procedimentos de imigração, bem como aqueles que cruzaram a fronteira EUA-México de forma irregular e foram posteriormente liberados para continuar seus casos de imigração.

De acordo com a Administração de Segurança de Transporte (TSA), a atualização do procedimento foi recente e não em resposta a uma ameaça específica à segurança. Se o estrangeiro não se submeter à tecnologia, ou se a TSA não conseguir comparar sua identidade com os registros do Departamento de Segurança Interna, seu embarque será negado, disse a agência à AP News. Indivíduos que também não possuem match com o aplicativo CBP One, utilizado como sistema de agendamento e upload de documentos na fronteira e em outros locais, também terão o acesso negado.

A dependência das companhias aéreas por parte dos migrantes e das comunidades situadas na fronteira EUA-México aumentou significativamente, já que muitos buscam chegar a outras cidades onde têm amigos e familiares, a fim de prosseguir com seus pedidos de imigração, frequentemente sob orientação da Patrulha da Fronteira.

O reverendo Brian Strassburger, diretor executivo dos Ministérios Jesuítas de Fronteira Del Camino, descreveu a implementação repentina dessa nova regra como angustiante para muitos migrantes, destacando que antes era possível embarcar em voos com documentos fornecidos pela Patrulha da Fronteira.

Apesar das incertezas e preocupações levantadas, alguns migrantes relataram ter conseguido passar pelo novo procedimento com relativa facilidade, como o caso de uma mulher equatoriana que viajava com seu filho e permitiu que os policiais tirassem uma foto dela no posto de controle da TSA, possibilitando assim seu embarque sem complicações.

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos e oferecemos triagem inicial gratuita do seu caso.

–  Whatsapp: +1-954-204-0393

–  Youtube: USA4ALL by Renata Castro

–  Instagram: @usa4all.law